Newsletter

Destaques, Notícias gerais › 16/07/2021

Papa agradeceu por todas as orações recebidas

Com uma mensagem no Twitter, Papa agradeceu por todas as orações recebidas nos dez dias em que esteve internado

O Papa Francisco deixou uma mensagem em seu Twitter para agradecer por todas as orações e manifestações de carinho que recebeu durante sua internação. Francisco recebeu alta nesta quarta-feira, 14, após dez dias no hospital Gemelli, em Roma, para uma cirurgia no cólon.

“Agradeço a todos que estiveram próximos de mim com a oração e o carinho durante os dias de hospitalização. Não nos esqueçamos de rezar pelos doentes e por aqueles que os assistem”, escreveu em sua conta @Pontifex_pt.

Ontem, antes de voltar à Casa Santa Marta, onde reside no Vaticano, Francisco visitou a Basílica de Santa Maria Maior, em Roma. Lá, agradeceu pelo êxito da cirurgia e rezou pelos doentes, especialmente pelos que encontrou durante os dias de internação.

O Papa e as crianças

Entre estes pacientes, estão as crianças da Unidade de Oncologia Pediátrica. Na quarta-feira passada, 7, o Papa quis manifestar sua paterna proximidade aos pequenos pacientes da vizinha ala de oncologia pediátrica e neurocirurgia infantil. A eles, enviou uma afetuosa saudação.

As crianças prontamente responderam com um desenho, acompanhado de um bilhete. “Ouvimos dizer que não está muito bem e que agora se encontra no nosso mesmo hospital. Embora não possamos nos ver, nós lhe enviamos um forte abraço e lhe desejamos uma rápida recuperação”.

O encontro ocorreu dias depois, no Angelus dominical. Na ocasião, Francisco falou justamente sobre o mistério da dor e da doença nas crianças. Por que elas sofrem é uma pergunta sem resposta.

Ainda internado, o Pontífice chegou a fazer uma visita à ala de oncologia pediátrica. O rápido encontro com os pequenos pacientes foi na tarde de terça-feira, 13, véspera da alta.

Com os boletins diários que comunicavam um progresso na recuperação, a presença do Papa no Gemelli se transformou aos poucos numa ocasião para manifestar proximidade a todos os enfermos. “Que ninguém fique só”, foi o seu apelo. Unido a isso, o pedido de que todos tenham acesso a serviços de saúde gratuitos.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X