Newsletter

Artigos › 05/01/2020

Recomeçar na aventura da vida

Frase para refletir:

“Recria tua vida, sempre, sempre. Remove pedras e planta roseiras, e faça doces. Recomeça” (Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, ou “Cora Coralina”, poetisa e contista brasileira, 1889-1985).

Recomeçar é uma arte de viver. Viver exige recomeçar a cada momento, a cada dia, sempre, diante de toda e qualquer situação, estejamos como estejamos. Recomeçar, no entanto, é mais do que do que partir do zero, ou de onde se está. Recomeçar, também, é mais do que começar de novo, pois podemos começar de novo desmotivados e sem nada de novo para inovar. É mais do que tentar mais uma vez. Recomeçar é partir das origens, da fonte, do princípio que funda e rege a nossa vida.

Para alguns, o princípio que o move é a busca do dinheiro. Para outros, o trabalho. Pode ser para uma grande maioria, seja a família. Há quem possui como princípio o poder, o lucro, o crescimento pessoal, o desejo de remover obstáculos, a ética, os valores morais etc..

Tudo isto e muito mais pode ser princípio motivador das buscas, da vontade de realização e da auto-realização das pessoas. Ainda da sobrevivência e do engajamento vital de alguém neste mundo. É muito bom buscar todas essas realidades como princípio. Porém, é um princípio que está longe de ser fundamento da vida humana. Ou seja, nada disto constitui a fonte, a origem que sustenta o ser humano desde seu nascimento até sua morte, e para além de sua morte. Isto porque todas estas coisas podem ser perdidas com o tempo e no tempo. Podem ser arrancadas do homem a qualquer momento, especialmente quando as dificuldades se avolumam ao limite do insuportável.

Recomeçar está ligado com ir ao fundamento maior da vida. Àquele fundo onde tudo nasce, cresce; se sustenta e se consuma. É um fundo sem fundo, um começo sem começo. Trata-se de um princípio que abraça, envolve e conduz todas as coisas. Quem se volta sempre para este fundo, tem sustentação, tem base inabalável, tem fôlego para o que der e vier. Este fundo profundo e sem fundo é o princípio onde sempre devemos ir para recomeçar, pois é ele que origina, garante e sustenta tudo o que há.

Sobre as mais variadas formas as religiões ousadamente chamam este fundo profundo e sem fundo com o nome de Deus. Deus aqui é mais do que um nome, uma ideia, uma doutrina, uma verdade, ou seja, lá o que for que se queira nomear. Trata-se deste fundo profundo sem fundo de onde tudo o que há tem seu princípio, seu começo e recomeço. De onde tudo retira sua força e seu sentido. Na tradição cristã, este princípio é identificado com o Cristo Ressuscitado que recria o Homem e todas as coisas a partir de seu evento de Ressurreição.

É neste princípio criador e “recriador” que muitos homens e mulheres recomeçam diariamente sua aventura da vida e de viver. É neste fundamento maior que buscam vencer obstáculos, criar um novo modo de vida e de ser. De plantar novas sementes de convívio e de fazer a vida (para cada um e para todos) mais doce, suave, importante, e interessante de se viver.

Reflexão feita por Jose Irineu Neneve

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.