Newsletter

Artigos, Destaques › 30/07/2018

“Ouvir o vento”


Frase para refletir:

“Às vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido”
(Fernando António Nogueira Pessoa foi um poeta, filósofo, dramaturgo, ensaísta, tradutor, publicitário, astrólogo, inventor, empresário, correspondente comercial, crítico literário e comentarista político português, 1888-1935).

Para ouvir passar o vento precisa estar em silêncio da alma. Às vezes observo as pessoas quando caminho pelas ruas, e me chama a atenção a quantidade delas que usam fones de ouvido. De todos os tamanhos e modelos. Será que elas têm medo do silêncio? Pode ser, pois o silêncio inquieta e busca na alma uma resposta. Se nela só há gritos de insegurança, remorsos de atitudes impensadas, dor da solidão e medo do amanhã, com tudo isso e mais um pouco será difícil ouvir a si mesmo, quanto mais o vento. Assim como uma casa bagunçada precisa de faxina, também precisamos purificar até o “silencio” nossa alma. “Existe no silêncio uma tão profunda sabedoria que, às vezes, ele se transforma na mais perfeita resposta!”

 

José Irineu NenevêLinks:
Blog: https://bomdiaebomtrabalho.wordpress.com/
Leia o Livro: “Bom dia e bom trabalho, sabedoria para todos os dias”, Editora Vozes.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.