Newsletter

Mensagem do Pároco › 22/07/2020

Medo e cuidado (reabertura da igreja)

Caros paroquianos e leitores,

Estamos retomando, neste dia 22 de julho/2020, a celebração de missas dentro da nossa Igreja da Porciúncula, com a presença de fiéis. Ninguém imaginaria que ficaríamos com a igreja fechada para celebrações por quatro (4) meses. Felizmente, abrem-se novamente as portas. Temos muitos motivos para agradecer, apesar de todo isolamento e distanciamento a que fomos submetidos ou de mortes dolorosas que tivemos.

Dois sentimentos nos acompanham nesta hora: o de medo, com sua companheira a insegurança, talvez seja o que mais nos afeta no momento. Temos medo, sobretudo, de sermos contaminados ou de nos contaminarmos. Medo de sofrer e de morrer. Medo de um inimigo que não sabemos onde está e como irá nos atacar. Medo que nos paralisa e nos pode afastar de muitas atividades, por enquanto.

O outro sentimento é o do cuidado. Todos sabemos que ele é fundamental para todos nós. Não podemos nos dar ao luxo de achamos que somos imunes. Temos que ter o máximo cuidado para conosco e para com os outros.

Entre medo e cuidado, gostaria de propor que, fôssemos fazendo um exercício de superação do medo, enfrentando com cuidado tudo que pudermos fazer. Lentamente temos que sair de nosso distanciamento para novas formas de presença, carregadas de cuidado e de coragem.

A Porciúncula está sendo sanitizada semanalmente. Totens de álcool em gel estão disponíveis. Aos poucos, vamos nos reaproximando, tomando todas as providências em relação ao cuidado. Não deixemos que o medo seja mais forte que o cuidado ou que ele  nos afaste de tudo permanentemente. Com cuidado, enfrentemos o medo.

Frei Salésio Hillesheim

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.