Newsletter

Notícias gerais › 13/08/2016

Família e paternidade

familia_0816É com alegria que lembramos no mês vocacional o dia dos pais, essa pessoa importante para o crescimento da vida pessoal e na formação da família. Hoje também iniciamos a semana da família, berço de todas as vocações, por isso convido a cada um a agradecer ao Senhor pela sua família.

Na Exortação Apostólica Pós-Sinodal – Amoris Laetitia – (sobre “O Amor em Família”), o Papa Francisco recorda que “o bem da família é decisivo para o futuro do mundo e da Igreja. Fiéis ao ensinamento de Cristo, olhamos a realidade atual da família em toda a sua complexidade, nas suas luzes e sombras (…). Como cristãos, não podemos renunciar a propor o matrimônio, para não contradizer a sensibilidade atual, para estar na moda, ou por sentimentos de inferioridade face ao descalabro moral e humano; estaríamos privando o mundo dos valores que podemos e devemos oferecer”.

Mesmo com todas as inquietações do momento histórico, a família é um bem de que a sociedade não pode prescindir, mas precisa proteger. Toda instituição, seja de caráter religioso ou civil, tem sua responsabilidade na defesa e proteção da família, que envolve vidas e pessoas. Porque é a família a nossa primeira escola, onde recebemos as primeiras lições para a vida e o convívio na sociedade. “Uma família em risco perde a capacidade de reação para ajudar seus membros, e a violência na família é escola de ressentimento e ódio nas relações humanas básicas”.

Na sua ação evangelizadora, a Igreja deve ser a Mãe que acolhe os filhos com ternura, e leva a misericórdia de Deus às famílias, também àquelas que vivem nas realidades mais difíceis e sofridas. Lembrando que “a família e o matrimônio foram redimidos por Cristo (cf. Ef 5,21,32), restaurados à imagem da Santíssima Trindade, mistério de onde brota todo o amor verdadeiro… O matrimonio e a família recebem de Cristo, através da Igreja, a graça necessária para testemunhar o amor de Deus e viver a vida de comunhão. O Evangelho da família atravessa a história do mundo desde a criação do homem à imagem e semelhança de Deus até a realização do mistério da Aliança em Cristo no fim dos séculos com as núpcias do Cordeiro (cf. Ap 19,9)”.

Dom José Gislon

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.