Newsletter

Notícias gerais › 18/02/2021

Campanha da Fraternidade Ecumênica 2021

(…) Com o tema: “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor” e lema: “Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade” (Ef. 2.14), a CFE 2021 traz como proposta resgatar a importância do diálogo em meio ao contexto de polarização em nosso país.

O objetivo geral da CFE neste ano é, através do diálogo amoroso e do testemunho da unidade na diversidade, inspirados e inspiradas no amor de Cristo, convidar comunidades de fé e pessoas de boa vontade para pensar, avaliar e identificar caminhos para a superação das polarizações e das violências que marcam o mundo atual.

A CFE tem como objetivos específicos: – Denunciar as violências contra pessoas, povos e a Criação, em especial, as que usam o nome de Jesus; – Encorajar a justiça para a restauração da dignidade das pessoas, para a superação de conflitos e para alcançar a reconciliação social; – Animar o engajamento em ações concretas de amor à pessoa próxima; – Promover a conversão para a cultura do amor em lugar da cultura do ódio; e – Fortalecer e celebrar a convivência ecumênica e inter-religiosa.

A arte escolhida para ilustrar o caminho fraterno de diálogo e comunhão foi elaborada pela agência Ateliê 15. O cartaz remete ao apelo de Cristo pela unidade. O secretário executivo para Campanhas da CNBB, padre Patriky Samuel Batista, destaca que “Cristo é a nossa paz e suas ações nos inspiram a concretiza-la por meio do nosso testemunho de vida”.

Segundo os artistas do Ateliê 15, a base do desenho é uma ciranda, uma grande roda onde não há primeiro, nem último, onde todos formam uma unidade e precisam trabalhar na mesma sintonia e ritmo para não perderem o compasso. “A ciranda lembra uma canção muito comum em nossas comunidades, ‘baião das comunidades’ do cantor e compositor Zé Vicente. Todas e todos são convidados a participarem desta ciranda pela vida construindo a civilização do amor, da justiça, da igualdade e da paz. Na ciranda há uma criança com a mão estendida a espera de mais pessoas a fim de que o movimento de fraternidade não pare. Somos todos convidados!”.

Fonte: site Franciscanos

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.