Newsletter

Destaques, Notícias gerais › 08/07/2017

A Nova Catedral São João Batista

nova_catedral_090717

 

Em todos os encontros realizados com nossas comunidades paroquiais ou até mesmo nas conversas mais informais com nossos amigos, sempre vem à tona uma mesma questão: por que estamos construindo uma nova Catedral em Niterói?

A resposta mais imediata, e mais simples, é: a atual Catedral São João Batista, apesar de histórica, linda e totalmente reformada recentemente, não comporta o grande número de fiéis que participam das grandes celebrações religiosas de nossa Arquidiocese. Esta é a mais pura realidade, o que pode ser interpretada de duas maneiras.

Por um lado, é muito gratificante contarmos sempre com um engajamento tão numeroso de fiéis nos eventos promovidos pela nossa Igreja. É um “bom problema” definitivamente. Por outro, é sempre muito difícil para todos nós a constatação de que não há um espaço adequado para a realização destas grandes celebrações em nossa Arquidiocese. Estes eventos, que habitualmente são realizadas em ginásios, galpões, locais abertos e desprotegidos, nos deixam sempre sujeitos às condições do tempo.

Não há a menor dúvida que este motivo, por si só, seria suficiente para construirmos uma nova casa, um novo espaço próprio e apropriado para os grandes encontros de Nossa Arquidiocese. E neste sentido, uma nova catedral com capacidade para comportar 5.000 pessoas confortavelmente vem resolver plenamente esta relevante necessidade.

Essa obra é fruto da necessidade de um espaço apropriado, com amplo acesso e destinado a todos, onde poderemos nos sentir em casa, unindo as diversas comunidades paroquiais em torno de nossa Igreja-mãe.

Mas esta é só a primeira razão! Há outras bem significativas que justificam a retomada deste grandioso sonho de Dom Carlos Alberto Navarro.
Falando em nosso saudoso Arcebispo, encontramos algumas passagens bem interessantes: você sabia que Dom Carlos foi o grande precursor das obras de Oscar Niemeyer na cidade de Niterói? Pois é! Niemeyer foi contratado à época, lá no início dos anos 90, por Dom Carlos Alberto com o propósito de projetar uma nova catedral para nossa Arquidiocese. Quando o arquiteto esteve em Niterói, em uma das suas primeiras reuniões, se encantou com a orla da cidade, o mais lindo cartão postal e cenário perfeito para as suas obras. Niemeyer então projetou a Nova Catedral e idealizou todo um conjunto arquitetônico de obras para a cidade de Niterói, o que mais tarde seria denominado Caminho Niemeyer.

Algumas destas obras já foram realizadas: o Teatro Popular, a Fundação Niemeyer, o Memorial Jorge Roberto Silveira, o MAC, o Museu do Cinema e a Estação de Catamarãs de Charitas. Porém, a Catedral São João Batista, a grande precursora de todo o Caminho, levou 25 anos para finalmente agora começar a se tornar realidade. E um detalhe que não é apenas um detalhe: segundo o próprio Oscar Niemeyer, a Catedral é considerada “a grande obra-prima de toda a sua vida”. Este pode ser o segundo motivo, mais do que justo, para trabalharmos todos juntos na realização deste projeto.

nova_catedral_090717_1

A construção da Nova Catedral Metropolitana da Arquidiocese de Niterói tem por objetivo proporcionar conforto aos fiéis e beleza aos seus visitantes. Irá potencializar ainda mais o turismo religioso em nossa região. Uma obra monumental! Um harmonioso templo em uma das mais belas paisagens de nosso planeta.

Outros pontos que frequentemente nos deparamos dizem respeito à arquitetura arrojada e futurista da catedral, sua enorme proporção e autoria do projeto: Oscar Niemeyer. Daí, segue a mais uma razão, a terceira, para seguirmos em frente: estamos diante de uma oportunidade única de fazer história, de entrar para a história. No terreno cedido para uso da Arquidiocese, no Caminho Niemeyer, só podemos construir, única e exclusivamente, uma obra do próprio Oscar Niemeyer. Isto é lei! Por este motivo, e também por termos a sua mais bela obra projetada para aquele local em específico, a Prefeitura autorizou à Arquidiocese a construção deste monumental projeto. E somente este, nenhum outro.

Quanto à autoria do projeto, Dom Carlos Alberto certa vez foi questionado: “como um ateu convicto, no caso o arquiteto Oscar Niemeyer, poderia ser o autor do projeto da nossa catedral, igreja sede e símbolo principal de nosso episcopado?”. Dom Carlos então respondeu com convicção e sabedoria: “Oscar Niemeyer pode até não acreditar em Deus, é uma opção dele. Mas os seus projetos, as suas obras, nos levam a crer cada vez mais fortemente na Sua presença”.

nova_catedral_090717_2
Seu formato, com a Mitra e o Solidéu formando um coração, símbolo do amor, nos remete aos símbolos episcopais. A Mitra e o solidéu (do latim solus Dei = Só para Deus) representando a autoridade do Bispo, autoridade guiada pelo Espírito Santo que nos leva ao encontro do Amor por excelência, o próprio Deus.

O quarto motivo, ainda mais importante e que nos impulsiona a trabalhar com muita força, amor e coragem é a oportunidade do nosso projeto ter sido abençoado por dois Papas. Dom Carlos Alberto, em duas ocasiões, apresentou o projeto ao Papa João Paulo II, hoje santo, que o abençoou e incentivou-nos a seguir em frente com este sonho. Mais recentemente, após a retomada do projeto pelo nosso Arcebispo Dom José Francisco, o projeto foi apresentado novamente ao Papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ 2013), já em sua nova configuração e dimensões. O Papa Francisco então nos encorajou a seguir em frente. E Dom José Francisco tem feito exatamente isto desde então em seu trabalho pastoral e de engajamento, com muita energia, amor e fé. Estamos todos juntos seguindo em frente!

“Vão! Façam por Cristo! Façam para a Igreja de Niterói! Vocês têm a minha bênção e oração!” Papa Francisco

Dom José Francisco tem incentivado fortemente as pessoas a participar do projeto evidenciando a sua importância e pedindo prioridade no direcionamento dos recursos localmente em nossa Arquidiocese: “aqui são batizados os seus filhos, participamos das Missas e da Eucaristia, os casamentos são realizados, vivemos a nossa vida e experiência cristã. Nada mais justo de concentrarmos agora, nesse momento tão importante onde precisamos de recursos para a construção, nossos esforços e contribuições em prol dessa nossa iniciativa, de nossa Arquidiocese, de nossa comunidade”.

Nesta linha e focando em seus propósitos diretos, temos o quinto motivo para a construção: o grande poder evangelizador da nossa Nova Catedral. A construção irá aproximar cada vez mais pessoas à igreja e a Cristo com seu poder transformador. Ajudar na construção é, portanto, uma ação de caridade quando nos referimos à necessidade do nosso povo de um espaço mais amplo; de unidade, para juntos concentrarmos todas as forças nesta construção; de evangelização, pois sabemos que uma pessoa evangelizada vive os mandamentos de Deus; e de obediência ao nosso Arcebispo, que por diversas vezes nos deixou bem claro seu desejo e pede nossa ajuda.

A Nova Catedral será o coração de nossas atividades paroquiais, tendo em vista que de lá, irão pulsar nossos trabalhos pastorais e sociais.

O sexto motivo vem do fato, por mais incrível que possa parecer, de que nunca em toda a nossa história tivemos a oportunidade de construir uma catedral em nossa Diocese. A nossa atual Catedral, que irá se transformar em igreja histórica continuando com suas atividades paroquiais normais e seguindo o mesmo modelo adotado em Aparecida do Norte por exemplo, na verdade não foi construída para ser uma catedral. Ela foi conduzida a este fim, ou “promovida” à categoria de catedral com o surgimento da Arquidiocese de Niterói em 1892. Portanto, esta será na realidade e efetivamente, a primeira Catedral que estaremos construindo em nossa Arquidiocese.

Mais um motivo diz respeito ao seu enorme impacto social, econômico e turístico. A Catedral irá centralizar e potencializar o serviço social hoje prestado pelas diversas paróquias e movimentos em nossa Arquidiocese, angariando mais e mais pessoas a trabalhar em prol de uma sociedade mais justa dentro do espírito cristão.

A oitava razão, olhando pelo prisma turístico e econômico, a Nova Catedral com sua arquitetura arrojada e 65 metros de altura, irá se transformar no novo símbolo da cidade de Niterói, tomando o lugar que hoje é o MAC. Além de um local de alta exposição, o monumento terá 4 vezes o tamanho do MAC. Se compararmos ainda ao Cristo Redentor, o maior ícone de nosso país internacionalmente, nossa Nova Catedral terá 2 vezes a sua altura. Isto nos leva a ter certeza de que estamos construindo uma obra de altíssimo interesse turístico mundial por sua arquitetura e autoria, simbolismo e representatividade.

Somado a este interesse arquitetônico, o turismo religioso no mundo cresce ano após ano. No Brasil, seu maior ícone é o Santuário de Aparecida que recebe mais de 8 milhões de visitantes ao ano. A Nova Catedral dedicada a São João Batista será, da mesma forma, um pólo de peregrinação que irá atrair milhões de pessoas. Um dos seus atrativos será a grande imagem de São João Batista em seu espelho d’água apontando para o Cristo Redentor e indicando, como às margens do Rio Jordão, “eis o cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo…”

O penúltimo motivo desta lista certamente é o impacto positivo na revitalização do centro da cidade de Niterói em conjunto com a Prefeitura. A Nova Catedral irá trazer maior desenvolvimento a toda esta área hoje ainda distante, tanto no aspecto comercial quanto aos serviços de apoio aos visitantes como restaurantes, lojas, hotéis,… Este efeito atingirá em cascata outros pontos turísticos de nossa região desde a própria cidade de Niterói até a região dos Lagos, trazendo um novo perfil de turistas mais engajados à fé para toda a nossa região.

E o décimo motivo, último mas não menos importante, a Nova Catedral está sendo construída para você, para a sua família, seus filhos, netos, suas próximas gerações que irão desfrutar de todos os benefícios trazidos por essa verdadeira obra de fé.

Convidamos você então a participar do projeto, a rezar por nossa obra de fé e fazer a sua doação!

A construção da Nova Catedral é uma realidade e você é parte fundamental dessa verdadeira obra de fé. Contamos com sua participação!

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.