Newsletter

Destaques › 21/03/2021

A lição do grão de trigo

Estamos nos aproximando do final da Quaresma, sempre tempo de experiência da paixão, morte e ressurreição de Jesus e nossa. O Evangelho deste domingo (5º da Quaresma) ilumina nosso caminhar com a lição do grão de trigo que para produzir fruto precisa entregar totalmente sua vida e morrer. É a condição sem a qual ele não brota e não gera o novo.

Esta lição nos é extremamente difícil. Os opostos “perder-ganhar”, “morrer-viver”, “doar-receber”, ainda que partes integrantes de todo o nosso ser, não nos parecem tão familiares e vivenciais. No entanto, nada escapa a esta contradição que só em situações mais drásticas mexerá conosco mais intensamente.

A palavra de Jesus é clara, porque sua realidade foi plenamente esta: ele se fez grão colocado na terra, morreu e desabrochou vigorosamente. Esta mesma palavra indica que aquele que quiser segui-lo, vê-lo, estar com ele, encontrar-se com ele, terá que aprender a incorporar em todo o seu ser uma vida que se renova à medida em que se doa, se entrega, se perde, se faz serviço, amor e aniquilamento. A medida da vida é a morte.

Desta maneira, ser cristão é encontrar em Cristo, dia a dia, a iluminação para uma vida que constrói com os outros, na entrega, na pequenez e na simplicidade, um mundo que deixa brilhar a luz e a força de Deus. Ver a Jesus significa assumir plenamente o caminho da cruz e aceitar ser semente obediente ao Pai e entregue à vitalidade da terra.

Frei Salésio Hillesheim

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X